"O texto simplifica meu eu complexo, ora é aliado, ora me faz refém".- Hellen Cortezolli

terça-feira, maio 6

Mãe no século XXI

O enfoque para o dia das mães se resume a apelos comerciais, a campanha publicitária mais criativa para convencer os filhos que o presente ideal é o da loja tal, e as expectativas do comércio para superar as vendas do ano anterior, parece que “ser mãe” é isso.

Contudo, o que se observa no dia a dia é que essas relações de pais e filhos, mães e filhos principalmente, já que a sociedade impôs a mulher, o papel de zelar pela cria a qualquer preço, esquece-se que a natureza apresenta o que a mídia chamaria de monstruosidade, “mãe abandona bebê em rodoviária”, “mãe pula no rio com filha e bebê morre afogado”, “é encontrado três corpos de bebês dentro de congelador, mãe é suspeita”.

Aparentemente, as estruturas das famílias nos século XXI apresentam desequilíbrio emocional, será reflexo do mal do século?
O que em alguns casos poderia ser levantada a hipótese de que a depressão pós parto seria a origem do abandono e até o extermínio do recém nascido.

O que é DPP
A Depressão Pós-Parto (DPP) é um quadro clínico severo e agudo que requer acompanhamento psicológico e psiquiátrico, pois devido à gravidade dos sintomas, deve-se considerar o uso de medicação.
http://www.portaldeginecologia.com.br)