"O texto simplifica meu eu complexo, ora é aliado, ora me faz refém".- Hellen Cortezolli

segunda-feira, fevereiro 1

Não diga que não falei da segunda

bored O que dizer de uma segunda-feira… Bem, acordei morrendo de preguiça, resultado de ter ido dormir tarde. E, também tinha que ir ao banco, um bom motivo para não querer sair da cama. Contudo, prefiro culpar a segunda-feira (síndrome do Garfield).

Convenci meu pai, não sei como… de  que iria amanhã. Sei lá tenho uma teoria (que lidera todas as minhas outras teorias, até as que ainda não desenvolvi) que quando fazemos algo insuportavelmente chato na segunda-feira, o fazemos toda a semana. Então, se você detesta ir às compras, não vá na segunda. Se não quer ir ao médico, definitivamente segunda-feira não é o dia certo, se não te faz bem a idéia de dieta, nada de segunda. Enfim…

De tarde foi melhor. Meu dia hoje foi produtivo, apesar de estar extremamente delicada, é isso acontece comigo às vezes. E acredite, hoje eu não me estressei nenhuma vez.

Post merecido!

xxx

PS – Sei que você achou isso um saco! Pior ainda aquela sensação de ter perdido seu precioso tempo lendo o que não te acrescentou nada não te sai da cabeça… Tudo tem uma explicação lógica, “console-se em saber que nada de muito emocionante aconteceu comigo também”, rsrsrs, desculpe não consigo ser menos má.g_ani

xxx

Agora falando sério, tive um sonho estranho. O pior é que acordei sem entendê-lo, a noite parte dos diálogos aconteceram, fiquei sem reação, porque lembrei do sonho, calma, não foi um simples dèja vú, sei a diferença… Fazia tempo que isso não acontecia. Pra falar a verdade achei que tivesse perdido “a magia” depois que me tornei cética demais. Agora não sei como lidar. Legal, né? Um sinal de que as mudanças ainda estão acontecendo.