"O texto simplifica meu eu complexo, ora é aliado, ora me faz refém".- Hellen Cortezolli

sexta-feira, setembro 18

Quando se descobre...

Medo é um excelente estimulante... Falar em público é a mesma coisa, microfone, câmeras, e tantos pares de olhos voltados para você.

O corpo parece que vai explodir, as batidas do coração simulam momentos que precedem algo muito intenso... Pernas e mãos parecem ganhar vidas, mexem sozinhas, tremem descontroladamente.

Todo mundo sente vergonha, mas se não for durante a academia o lugar para experimentar, onde será?

Num bar logo ali na esquina, com todos olhando?

Quem sabe mais uns goles de tequila, sei lá...

Num videokê desafinado e uma vontade de se expressar, só pra criar coragem, mas ela só virá depois do medo, quando ele resolver se manifestar.

Assim foi como a última noite do workshop de comunicação encerrou, após cada um dos presentes, "covardes corajosos", ousarem se enfrentar.

Doses de humor e de certeza, todos podem errar, porque esse é o lugar... Por que não ficar à vontade?

Um palco, um picadeiro, um banquinho para alcançar, lugares mais altos, sem espelhos ou luzes para cegar.

Um a um se despiram das fraquezas, apresentaram pouco a pouco...

Escancararam para quem quisesse ver,

Erraram desejando acertar.

A experiência foi como atingir o grau máximo de excitação...

Simplesmente explodir, depois de toda a emoção e, um abraço.

Se o retorno para casa não foi diferente, ao menos renovados ou recém nascidos para novas circunstâncias.

Isso só se sabe, quando se descobre, ao se revelar!

"Silêncio, gravando!!"

P1030930

PS - Tem mais fotos no link: http://picasaweb.google.com.br/cortezolli/WorkshopComoSeRelacionarComACameraEOPublicoGiuseppeOristanio