"O texto simplifica meu eu complexo, ora é aliado, ora me faz refém".- Hellen Cortezolli

quinta-feira, fevereiro 17

Maldita espera e seus soluços

Já cansei das charadas, das frases não ditas, de esperar...
Exausta de gente vazia, insegura a me rodear,
Desejam ser preenchidas, com um monte de mentiras
Isso lhes bastam, a mim não.

Cansei de ser cercada de espera
Meu tempo já se foi...

O que pensa você a meu respeito?
Meu tempo não é brinquedo.
Minhas reticências são ausências, ou só medo.
Essa sou eu.

Sou respeito
Sou jeito, coisa pouca
Quero só mais e o melhor
É difícil de entender?

Cansei de tanta gente burra
Covarde
Que se esconde, que se morde
Que se veste de mentiras, das piores e mais comuns

Mente para si
Para se proteger de viver


E meu tempo já se foi...Minhas reticências são protesto!

Sou um pássaro
Me prendem na gaiola

Deixe a porta aberta
Não irei partir
Afinal, não tenho para onde ir.

Todos os idiotas dormem, enquanto me debato aqui.

Quem é idiota no final?