"O texto simplifica meu eu complexo, ora é aliado, ora me faz refém".- Hellen Cortezolli

quinta-feira, março 10

Para rir alto

Recebi este e-mail da minha colega Clayse Silva, em meio as mil coisas que preciso fazer hoje, parei e ri alto. Resolvi dividir com você.

crachá  Um promotor público vai a uma fazenda, em Frutal, estado de Minas Gerais e diz ao dono, um velho fazendeiro: "Preciso inspecionar sua fazenda por suspeita de enriquecimento ilícito e denúncia de possuir plantação de maconha!"
O fazendeiro diz: "Ok, mas não vá naquele campo ali." E aponta para uma certa área. O promotor, puto da vida diz indignado: "O senhor sabe que tenho o poder do governo e da polícia comigo?"

  Em seguida tira do bolso um crachá, mostrando ao fazendeiro: "Este crachá me dá a autoridade de ir onde quero... E entrar em qualquer propriedade. Não preciso pedir ou responder a nenhuma pergunta. Está claro? Me fiz entender?”

  O fazendeiro todo educado pede desculpas, diz "sim senhor" e volta para o que estava fazendo. Poucos minutos depois o fazendeiro ouve uma gritaria e vê o Promotor correndo para salvar sua própria vida perseguido pelo “Santa Gertrudes”, o maior e mais bravo touro da fazenda. A cada passo o touro vai chegando mais perto da autoridade, que parece que será chifrado antes de conseguir alcançar um lugar seguro e mostra-se apavorado e desesperado.

  O fazendeiro mineirinho larga suas ferramentas, corre para a cerca e grita com todas as forças de seus pulmões: -"Seu Crachá, mostra o seu CRACHÁ!!!!!!!!!!."