"O texto simplifica meu eu complexo, ora é aliado, ora me faz refém".- Hellen Cortezolli

sexta-feira, março 18

Por Elton Tavares

* Eltão consegue me fazer chorar de felicidade quando leio seus textos, sei que são cheios de sentimentos. E, me sinto honrada em poder chamá-lo de amigo. Muito obrigado meu amigo por todo esse carinho e incentivo. Também amo você!


Texto original -  Outorga da turma de Jornalismo Alexandre Brito, parabéns Nerdizinha!
Foto Maksuel Martins
Particularmente, não sou chegado a cerimônias, prefiro as festas de formatura. Mas foi ótimo ter prestigiado a Outorga da “Turma de Jornalismo Alexandre Brito”, da faculdade Seama, ocorrida ontem (16), no Teatro das Bacabeiras.
Foi legal rever amigos, colegas jornalistas, ex professores e blogueiros. Na pequena turma formaram os meus amigos Raoni Holanda, Cleide Freire, Lidiane Nunes, Stefanny Marques e Hellen Cortezolli, sim a Helenzinha, minha “Nerdzinha”. 
  Todomundo2
Em dois momentos, ao ser diplomada e quando Cortezolli foi discursar, eu e Silvio Carneiro demos uma de moleques e gritamos: “É isso aí Cortezolli!” (eu) e “Pirata!” (Silvio). E rimos muito disso olhando a cara cínica do Brito.
  todomundo
  Em seu discurso, Hellenzinha agradeceu a todos os professores que lecionaram ensinamentos jornalísticos ao longo dos quatro anos de curso, entre eles os meus amigos Alexandre Brito, Silvio Carneiro, Kelly Tork e Jacinta Carvalho.

  Cortezolli também detonou jornalistas que, para ser mais claro, parafraseio Cazuza: “transformam o país inteiro num puteiro, porque assim se ganha mais dinheiro”:

“Ao longo de nossa jornada nos perguntamos quem gostaríamos de ser. Quem nos tornaríamos? A única certeza que nós temos é em quem não queremos nos transformar. Naqueles profissionais frustrados que enveredam pela mediocridade e mancham a profissão. Porque jornalista tem a missão de informar e não manipular notícias em nome de seus próprios interesses”, enfatizou brilhantemente minha amiga Hellenzinha.
 
O pronunciamento de Cortezolli, melhor que todos os outros oradores do evento, evidenciou sua genialidade, que soube expressar seus anseios e sonhos para a profissão que escolheu. Ah, as palavras da Nerdzinha levaram nosso amigo Silvio a lacrimejar. Normal, ele também ama a Hellenzinha e estávamos todos muito orgulhosos dela.
amigosqueridos
O professor e paraninfo da turma, Alexandre Brito, disse emocionado: “Estou muito feliz. Fiz questão de olhar no olho de cada um e ver a felicidade dentro de vocês. Pois esta é uma vitória individual e uma vitória coletiva, já que os pais e familiares que contribuíram muito para o sucesso estão aqui também”. Legal! O Brito é brother da maioria mesmo, inclusive deste blogueiro.
Para fechar a noite com chave de ouro, fomos ao Bar do Francês, tomar umas cervas geladas, comer pizza e conversar sobre bobagens inteligentes (risos). Foi muito bacana. Enfim, aos novos jornalistas por formação, meus parabéns. Em especial a Hellen Cortezolli. Querida nerdzinha, eu amo você!