"O texto simplifica meu eu complexo, ora é aliado, ora me faz refém".- Hellen Cortezolli

segunda-feira, outubro 4

Teste seu antivírus

Não baixe a guarda! Nesse fim de semana, precisei dar um tempo da internet, enfim, no domingo à tarde, descobri que meu email havia sido infectado por um vírus (*ah, danado), responsável por enviar à meus contatos, publicar aqui no blog e sei lá mais o quê. Que chato isso, na hora não esquentei muito a cabeça. Não encano com esse lance de “invadiram meu, email, querem me prejudicar”, não sou famosa, nem ninguém importante e claro não devo nada para ninguém. Só me resta pedir humildemente desculpas pelo infortúnio às pessoas que receberam o email, (não tinha nada demais já adianto).

Esse lance de infecção é descuido com o antivírus ou quando ele é palha mesmo, particularmente prefiro o kaspersky, porém, mesmo tendo atualizado sempre, não me deixou imude e desses danadinhos em outra oportunidade, já queimaram até meu HD, (olha que coisa!).

Navegando por aí, achei um teste fácil que pode ajudar a você a identificar se seu antivírus não está dormindo no trabalho.

Siga o passo a passo:

Crie um novo arquivo no Bloco de Notas (Notepad), digite ou se a preguiça for mais forte que você execute os quatro toques mais conhecidos dos professores universitários o famoso Control + C, Control + V (copie e cole) os caracteres a seguir:

X5O!P%@AP[4\PZX54(P^)7CC)7}$EICAR-STANDARD-ANTIVIRUS-TEST-FILE!$H+H*

Agora salve o arquivo com a extensão .com (ponto com, não é para escrever por extenso, fiz isso para que não houvesse dúvidas, ok?) qualquer nome serve, até teste.com.

Quando você tentar salvar o arquivo no computador esse *bonitinho, terá que reconhecer o arquivo como vírus.

Para resolver o problema da sua falta de segurança clique aqui e leia com atenção.

Extraído do Blog Brasil Acadêmico

IMG0060A  *Me diga, quem em sã consciência fala calmamente quando um #$%& de um vírus estraga alguma arquivo ou trava toda a máquina?