"O texto simplifica meu eu complexo, ora é aliado, ora me faz refém".- Hellen Cortezolli

segunda-feira, junho 6

Enfim... jáz!

Às vezes me sinto só, sem motivo.
Mesmo quando estão todos ao meu redor, ainda assim me sinto só, só sinto…
Esqueço que não dá para falar sussurrando. Não irão ouvir...
Mas, o bom é que de hoje em diante não haverá saudades do que já passou. Nem temores pelo que estará por vir.
E, já era hora de enterrar os mortos... 
Numa cova de onde não ão de sair em nenhuma sexta-feira...
Que dez cansem... e descansem em paz!

E, ficarei a ouvir as histórias de amor real, e declarações inflamadas. Despidas de todo pudor, daquele que já vesti tantas noites e nunca sequer cogitei me livrar.
Torcerei por eles, porque por ti, nenhuma lágrima irei derramar. Enfim, jáz e fique com meu adeus.