"O texto simplifica meu eu complexo, ora é aliado, ora me faz refém".- Hellen Cortezolli

sábado, janeiro 1

Acabou? Liga a luz

Cortezolli2011

Pois é, cá estou eu no primeiro post de 2011. Falar do que espero para este ano que se inicia é tão complicado quanto falar de planos. Confesso que não tenho planos, os temo a essa altura do campeonato. Foram quatro anos planejando o fim de 2010 que esqueci dessa nova etapa, o planejamento estratégico a ser empregado em 2011.

  Sabe aquelas pessoas insatisfeitas, que não aproveitam o agora? Como sou muitas de mim, também me encaixo nesse perfil e quando percebo que meus planos atrapalham minhas vivências então paro. Mas, acho a mais “pura falta de sacanagem” (hehehe, isso também provoca as piores mancadas do mundo), voltando ao raciocínio, acho a mais pura falta de sacanagem superar os obstáculos e ainda sem aproveitar o gosto de os ter alcançado um engraçadinho qualquer te questionar: “E aí qual será o próximo objetivo?”, ou ainda: “O que vai fazer agora que tudo acabou?”.

  Esse post então, é sobre o que fazer agora que tudo acabou:

  Não sei, não faço ideia! O que sei é que as coisas vão mudar e já me preparo para o pior, não que seja de todo ruim, mas tá tão na cara que acredito ser estupidez ignorar e só “pensar positivo”, então se pudesse, queria uma viagem, mas ainda não rola sair por aí sozinha. Bem, melhor parar de sonhar, mas puxa vida, são os meus sonhos que me fazem ser quem sou. Assim fica difícil decidir alguma coisa. Melhor deixar rolar… Ligar o Fod@#$&.

  Vou arrumar meu quarto, me desfazer do que está sobrando (se é que tem disso), dar um jeito em alguma coisa, me ocupar, para não pensar em nada, afinal, amanhã é domingo. Sem frustrações ok? Ano novo traz essa carga pesada, de que tudo vai ser melhor. Mas, sabe... 2010 foi muito incrível para mim, tudo intenso, como tem que ser, de bom e de ruim. Vou sentir saudades, talvez tenha sido o ano mais difícil da minha vida, então sem dúvida será o mais inesquecível.

  O ano que mais realizei sonhos, dos mais íntimos aos mais perseguidos, ano de dores profundas, de glórias inacreditáveis (que exagero), não que eu seja uma psicopata-megadesestruturada-fria-calculista-insensível-megera-masoquista, mas por ter sido tão difícil posso dizer que o gostinho de dizer: Venci! É inigualável.

fogueteselo  Que venham os próximos obstáculos e que todos tenhamos força, discernimento, disciplina, paixão, vontade e fé em nós mesmos para dar valor a tudo que pudermos viver. Um ano cheio de luz para você também!