"O texto simplifica meu eu complexo, ora é aliado, ora me faz refém".- Hellen Cortezolli

terça-feira, agosto 9

Quando me permiti

Me permiti ver o mundo de cima.
Bateu um frio na barriga, um medo que de repente não sabia mensurar se era do conjunto da obra ou do frio...

E lá estava eu, a mais que 11000 metros do chão, mergulhada em meus pensamentos, tão verborrágicos. Eu queria estar ali e onde mais fosse possível.

O sol se pôs para mim.
Há tempos não ficava comigo mesma, dessa maneira tão independente e no conforto da invisibilidade (meu superpoder).

De certo modo consigo sempre o que quero, só não da maneira que imaginei... Mas, isso é outra história.

Quanto tempo leva até que um desejo se realize? Ah, essa noção deveria ser ensinada ainda na infância. O jeito é acordar para vida e correr para alcançar o sonho... Por que não disseram isso antes? ¬¬ Se disseram, não ouvi.

Quando tudo perde o sentido e principalmente você não tem mais os tais desejos para seguir em frente, é preciso reformular, mas o melhor mesmo é começar do zero. Então que assim seja!

Novas metas e me deixar levar por elas... Vamos ver os resultados, só sei que até agora, finalmente, estou muito feliz. *-* E mereci!

PS - Tudo que antes me engolia e fazia mal, não existe mais. E imagino como deixei chegar a isso, quanta bobabem.