"O texto simplifica meu eu complexo, ora é aliado, ora me faz refém".- Hellen Cortezolli

segunda-feira, agosto 22

Sabe aqueles pensamentos que surgem na sua mente como provocações?


Aqueles dos quais você não se liberta facilmente, e desperta no meio da noite como se alguém o tivesse acordado? Pior ainda, quando esses pensamentos surgem no táxi a caminho de casa, em um cruzamento das avenidas principais, você vasculha sua bolsa enorme, cheia dos equipamentos indispensáveis para o exercício da profissão... Tem certeza de ter deixado a caneta e o bloco de anotações num local de fácil acesso e fica desesperada quando não os encontra. Enquanto se questiona: 

"O que é preciso fazer para não se deixar emburrecer?" 
"Quanto tempo é possível resistir?"

Fazer mais do mesmo, o que todo mundo faz direitinho... Esse tipo de expressão conformista me lembra dos vídeos motivadores encomendados pelos donos de empresas, os que assisti várias vezes no início da vida profissional, que mais tarde pude comprovar que não fazem a menor diferença. Todo mundo é descartável. Ninguém é, mas está...

Essa espécie de lavagem cerebral que os empresários e afins acreditam que podem fazer a seus subordinados, como o clássico "quem tem a personalidade do cachorro, ou do gato"... Que o cachorro é leal, enquanto o gato é rancoroso. O cachorro corre para o dono independente dos maus tratos que pode vir a receber, enquanto o gato só o procura quando quer algo que não poderá conseguir sozinho. Aff! Ninguém ouviu falar de pitibul, e gatos manhosos, que tal? 

Desculpe mas sou gente, até que me provem o contrário.

A primeira coisa na qual um profissional precisa pensar é em si mesmo, no trabalho que irá desempenhar e acima de tudo em seu próprio nome, este sim, independente da empresa para a qual prestará serviços, o nome é algo que lhe pertence, diferente da mesa, do cargo que ocupa, do uniforme... 

Aquela assinatura no fim de cada documento, seja ele burocrático ou para levar os méritos, é comprovativa, por isso leva essa nomenclatura, afinal ninguém consegue trocar de nome a hora que dá vontade. 

Registro e dou fé.
Documento = Substantivo masculino que significa declaração escrita, prova, testemunho, confirmação. 

Então, escrever um texto por escrever tudo bem, mas a assinatura que vai lá, no fim de cada conjunto de frases e significados, pertence ao autor, caso contrário ninguém brigaria tanto por direitos autorais. Os sentimentos e percepções, a construção de cada pensamento e o que se quis dizer são únicos. Salvo o Control + C, Control + V que muito se encontra por aí, é assim que as coisas são.

Descobri a pouco tempo que não preciso mais cuidar da minha vida, tem muita gente que faz isso de graça por mim e melhor sem que eu tenha sequer solicitado. Cuido mesmo é da minha felicidade! E conquistá-la é um processo gradativo, ininterrupto e infinito, não está no fim do arco-íris num pote de ouro... Mas, em pequenos gestos, nas pequenas atitudes, nas coisas que faço com prazer e ninguém vai me tirar isso, porque quer que eu me nivele pela mediocridade. 

Desse jeito tem aos montes é só se servir ou desservir.