"O texto simplifica meu eu complexo, ora é aliado, ora me faz refém".- Hellen Cortezolli

segunda-feira, dezembro 7

Na banca

  Iniciou hoje o período de defesas dos Trabalhos de Conclusão do Curso de jornalismo. Teve muita gente suando frio do lado de fora das salas reservadas especialmente para “a hora da verdade”.

  “É hoje o dia da liberdade “, palavras do Alieneu. Fui a faculdade só para assistir a defesa dele…

Confesso… Deixa pra lá, não confesso nada, o importante é que ele passou e com uma nota bem bacana.

  Tava marcado para às 19h, mas não sei por que cargas d’água atrasou o primeiro e teve um efeito dominó daqueles… Vou manter a minha língua felina guardada, não irei falar sobre o problema que têm os relógios amapaenses. Deve ser a latitude e longitude zero. Só pode (¬¬ você achou mesmo que eu não iria falar mal, é?)

  O TCC do Alieneu Pinheiro, foi defendido na Sala 307, sua monografia intitulada “O Fotojornalismo na capa do Jornal Diário do Amapá: Uma análise comparativa com as fotos publicadas nas capas do jornal Folha de São Paulo, foi julgada pela banca composta pelo professor da UNIFAP José de Vasconcelos (o cara manda bem para caramba, já tive o prazer de assistir uma palestra dele e, tem um sotaque gostoso de escutar), e pela professora Jacinta Carvalho, o orientador (ou não ) foi o professor Alexandre Brito.

E essa foto foi antes da defesa, o Alieneu estava muito nervoso e emocionado… Valeu, né?

Alieneu Pinheiro, foi o primeiro a afirmar que eu podia ir para tv (mesmo que essa não seja minha vontade), fizemos um trabalho bem divertido juntos sobre o Seama Juris, não deu em nada mas fez os laços de amizade se ajustarem. Taí a foto. Parabéns amigo!