"O texto simplifica meu eu complexo, ora é aliado, ora me faz refém".- Hellen Cortezolli

sexta-feira, janeiro 22

Salve!

Hoje é sexta-feira e, como um amigo me disse:
Sexta-feira não se planeja...é só seguir o... Bom, essa terminação vou deixar a critério de cada um, rsrsrs.
Continuando meu raciocínio, não planejei nada. E, vou esperar que os bons ventos me levem para onde for. Mesmo que seja para ver as paredes do meu quarto. Aff! Fazer o quê?
Só quis publicar algo sobre a sexta-feira para gerar expectativas, e dividí-las com você, que todo dia dedica minutos do seu precioso tempo, para ler o que escrevo.
Confesso que ultimamente não tenho lhe consagrado com boas risadas, tão pouco com reflexões profundas. Rasa! Assim tenho me apresentado. Porém, perdoe! É só nos fins de semana que as boas histórias têm acontecido para mim... Ao menos as publicáveis.
Li um dia desses, um artigo num jornal que falava sobre a saúde mental, que só acontece com os "exercícios" do fim de semana... Por que será, né?

Tenho minhas teorias:
1 - É no fim de semana que as pessoas costumam relaxar mais. Descansar, encontrar os amigos, dar boas risadas, até mesmo do que aconteceu de estressante no início da semana, segunda-feira dificilmente é um dia adorado, por mais que tenhamos que agradecer por estarmos vivos, ter saúde, blá, blá, blá. Segunda-feira é um horror, é começar de novo, e de novo, e de novo...

2 - Mas, esta só serve para quem não trabalha no sábado, pode ficar até mais tarde acordado na sexta-feira, e como boa "Piratinha", ou melhor, aspirante que sou, ter "horas de vida"...Quem sabe até para contar para os sobrinhos, quando eles crescerem, sei lá naquela fase de adolescência talvez (a minha ainda não passou, eu achava que quando passasse dos dezoito eu seria adulta e tals, mas as coisas foram piorando...) e, descobri que tem adolescente de 40 anos também. Rsrsrs. Que mal há nisso? (Parece até aquela música do seriado Chaves: Se você é jovem ainda, jovem ainda,jovem ainda, amanhã velho será, velho será... Ah!deixa para lá);

3 - Tenho uma amiga que trabalha no domingo, tive uma sensação horrível quando ela me contou. Puts, odeio o domingo, mas não abro mão dele. Vou explicar porque o odeio: Ele antecede a segunda-feira, que é quando devemos começar de novo e, de novo e de novo. Mas, o domingo é aquele dia em que podemos fazer de tudo, e não fazemos nada, porque o tudo que às vezes queremos fazer, está fechado, sacou? Ah, sair com mãe para fazer compras (só quando tiver tempo, e não for estressante; Esquece! Esse dia não existe. Compras são sempre estressante, você quer alguma coisa para suprir alguma outra necessidade, e depois que você adquire aquela "coisa", se dá conta que não era o que faltava, entendeu? Por isso compramos "coisas" sem utilidade).Contudo, voltando ao domingo. Já viu o silêncio que fica na tua rua, em dia de domingo, chega a ser triste. Só falta rolar aquele emaranhado de palha que é deslocado pelo vento, tipo, faroeste. Ui! Isso quando não te torturam com tecnobrega, ou afins. Parece vingança de vizinho, costumo sair de casa para lugar nenhum, só para não ter que ouvir essas agreções audíveis, ou melhor, não audíveis.

4 - Sábado é sempre o melhor. Mesmo que você não faça nada.
Eu nasci num sábado. Ele fica protegido pela sexta-feira, que se você tiver saído, é o dia da ressaca, pode acordar tarde, tem lugares para ir à noite, que quase todas as lanchonetes e/ou restaurantes bacanas estarão funcionando.
Ah, aquele restaurante com a mousse de chocolate também funciona no sábado de manhã. Falando nisso até deu uma vontade!

5 - Última teoria, sexta-feira para ter cara de sexta, tem que ter "pirataria", senão fica como se fosse terça, quarta ou quinta, rsrsrs.