"O texto simplifica meu eu complexo, ora é aliado, ora me faz refém".- Hellen Cortezolli

quinta-feira, janeiro 21

Sem conteúdo você fala o que sente

Estou entediada.
Não podia ficar em casa olhando para as paredes do meu quarto, então, estou olhando para as paredes de outro lugar;
Me pergunto...enquanto rola um seriado de tv do qual gosto: Por que as pessoas colocam relógios analógicos nos quartos?
É torturante ver as horas passarem, ou não passarem, enquanto nos torturamos por algum motivo oculto.
Pintei as unhas de verde com bolinhas alaranjadas ainda a pouco (e nem gosto de verde), estou esperando que sequem, mas não consigo ficar quieta.
Já consumi um prato grande de pipocas, nem senti...Um copo cheio de refrigerante diet sem gosto, cheio de gelo, também não prestei muita atenção ao episódio. Acordei hoje assim, anestesiada... Nem ouse pensar que é TPM;

Falta poucos dias para as férias acabarem, li um monte de coisas, sobre tudo que achei interessante, e sinto que não absorvi nada. Fui emburrecendo, mas no fundo sei porque estou assim, tenho vários motivos, o mais forte é que estou envelhecendo mais, daqui a alguns dias. Será a primeira vez que não esquecerei porque, não tenho me ocupado muito. Sem graça isso.
Resolvi escrever para não morrer de tédio.

Chove já há dois dias, que eu tenha notado, mas hoje senti mais saudades de casa...
Falta muito para o fim do ano...
Não sonhei nada legal também.
Saí de casa para o trabalho, do trabalho para casa, agora estou com amigos... E não estou com eles.

Ando meio obcecada por cores ultimamente... talvez eu deva experimentar mais. Aff! Continuo odiando rosa,            
não odiar não, ódio é o antônimo de amor, então, eu só desprezo o rosa.

Lembrei que ando bloqueada também, antes este espaço era meu diário, até que começou a ser lido, agora tenho que escolher sobre o que escrever, isso é como ter que me policiar de mim mesma.
Reclamações à parte, voltarei para meu ócio mental. Até!