"O texto simplifica meu eu complexo, ora é aliado, ora me faz refém".- Hellen Cortezolli

sábado, janeiro 23

Sexta Punk

Então foi um tédio! Um dia como outro qualquer, quando fazemos sacrifícios para agradar aos que nos são caros, mas que na realidade não deveríamos ter saído de casa, se possível, sequer levantado da cama...
Teve Punk Rock no Sesc/Centro.
Eu não estava com nenhum espírito de "Pirata", tão pouco desfrutaria da companhia deles, mas a pedidos... Lá fui eu, meio deslocada, permaneci por algumas horas, que passaram rápido até. Teve uma VTR nº qualquer, com quatro PMs, que adentraram o recinto, sabe-se lá porque.
Vi rostos conhecidos, mas eu estava distante demais da capital para me sentir em casa...
Algumas risadas. Vi casais conversando, namorando e curtindo com amigos.
Do SESC para a frente da city.
Horrível! Quem disse que a pior poluição na orla de Macapá, são os recipientes plásticos arremessados ao Rio Amazonas sem nenhuma responsabilidade ambiental, ah, talvez as latinhas... Nada! Tinha para todos os péssimos gostos, tecnobrega, funk, e sei lá mais o que, todos os sons obviamente, poluentes nocivos a ouvidos sensíveis como os meus, não permaneci lá, nem por meia hora.. Por mais que os amigos gostassem da companhia nada agradável, em função do meu mau humor, de fato era impossível.
Foi pouco tempo mas valeu, vivi cada segundo...