"O texto simplifica meu eu complexo, ora é aliado, ora me faz refém".- Hellen Cortezolli

sexta-feira, março 12

Meus pecados de quarta

Pequei por ter faltado à aula de quarta-feira...
Não podia deixar de assistir a última cerimônia de colação de grau (das turmas de Comunicação - jornalismo, publicidade e relações públicas - e a turma de Sistemas de Informação) antes da minha. Afinal de contas, futuramente verei tudo de outro ângulo.
E, quer saber? Não me arrependo.
 
O outro pecado?
Não levei papel e caneta para a cerimônia, aff! Por esse nem eu me perdôo.
 
Adorei tudo, apesar do primeiro discurso ter sido político demais para o meu gosto e concluído com um sonoro "cidadões", que me deu vontade de sair correndo envergonhada...
 
O segundo e terceiro foram carregados de emoção, tão lindinhos!  (Apesar dos erros de concordância, mas depois de "cidadões", tem nada não, né?).
 
Entretanto, o quarto foi emocionante.
E, pasmem: Tchã, tchã, tchã!
Foi proferido pela aluna do curso de Sistema de Informação. O grifo por ser Sistema de Informação não é menosprezo. Mas, porque os discursos dos alunos de Comunicação podem ser considerados como três atentados à Língua Portuguesa.
O de TI, não. Foi simplesmente perfeito. Digno de ser aplaudido em pé.
Amei o trecho em que ela parabeniza os excelentes professores que tiveram a oportunidade de conviver e, lembrou dos que deixaram muito a desejar. Que no entanto, contribuíram para que não se torneassem profissionais como eles.
 
Algo do gênero, pois como disse anteriormente, não levei papel e caneta e não posso confiar unicamente em minha memória.
Mas, foi lindo demais. (Tá bom, essa dose ácida me cativou, confesso).
 
Onde pequei feio?
Por não lembrar os nomes dos santos e, só recordar os milagres mesmo.
 
Pequei por ter filmado tantos lances e perdido a história única do professor (BOPE), sobre o email que trocou com um aluno horas antes da cerimônia.
Falavam sobre Harry Potter...
O BOPE encerrou deixando um recado aos formandos:
"... continuem sendo todos Harry Potter, que volta para casa são e salvo depois de superar obstáculos e, melhor do que saiu..." Tinha que ser o BOPE, fôlego!
Não vou falar de muletas tá, na hora nem liguei.
 
Outro destaque foi a professora Raquel, que se deu ao trabalho de lembrar cada característica dos alunos da última turma de Relações Públicas, pareceu muito sincero.
Agora quem se desmanchou de emoção foi o professor Lozito, tadinho, se conteve até quando pôde. Chorou, chorou, é uma manteiga.
As turmas que colaram grau no Teatro das Bacabeiras, na quarta-feira, eram muito queridas...
Foi possível perceber naqueles olhares, que muitos fizeram por merecer, vivenciaram, se envolveram. Outros empurraram com a barriga.
Eu ia esquecer de comentar o moleque de cabelinho de côco, com franjão caindo nos olhos, com pouco mais de dez anos, que se irritado com a demora e quando "a Presidente da Associação ASSEAMA, mantenedora da Faculdade Seama, blá, blá, blá..."; Declarou a cada alunos, o tão esperado: "Assim eu concedo". Ele não parava de repetir, "todos nós concedemos". Rsrsrs.
 
Como estou muito boazinha hoje, não vou comentar a gafe da Drª Danieli Amanajás Scapin, que se equivocou e concedeu à aluna de publicidade e propaganda, o título de jornalista, é claro que ela se deu conta em tempo e corrigiu. Por isso não vou citar, tá.
 
Bom, e para finalizar meu pecado maior, é que ainda não tinha tido tempo (acredite é verdade) para postar nada aqui, nem os registros fotográficos que fiz.
Por hoje é só, tá?
 
(Os pecados de hoje, contarei amanhã. Rsrsrs).



Quer falar com seus amigos do Messenger sem instalar nada? Clique aqui e veja como.